Carro bloqueado ou rebocado? Saiba quanto irá pagar para o recuperar

2 meses ago by in Código da Estrada
Carro rebocado, saiba quanto vai pagar

Seja pela falta de trocos para colocar no parquímetro, ou o ter estacionado à pressa sem reparar muito bem onde, saindo rapidamente para tratar dos seus assuntos, mas assim que volta para o carro reparou que este já não está onde o deixou.

O Código da Estrada prevê que “(…) as autoridades competentes para a fiscalização podem bloquear o veículo, através de dispositivo adequado, impedindo a sua deslocação até que se possa proceder à sua remoção”.

O valor das infrações são atualizados anualmente de acordo com a inflação, por isso os valores abaixo poderão ter sofrido ligeiras alterações.

Taxa de bloqueamento

A partir do momento que tem o seu carro bloqueado, se não puder ou não pretender efectuar o pagamento, o desbloqueamento não será realizado, sujeitando-se a ser rebocado.
O carro bloqueado por infração do Código de Estrada custa:

  • ciclomotores e motociclos, 36 euros
  • automóveis ligeiros, 68 euros
  • veículos pesados, 133 euros

É importante saber que, caso tente proceder aos desbloqueamento da viatura sem estar autorizado, fica sujeito ao pagamento de um montante que se fixará entre 300 a 1.500 euros. A este valor, acresce ainda a coima a que estiver sujeito e ao pagamento das despesas que terá de pagar no processo contra-ordenacional pelo estacionamento indevido.

Taxa de remoção

Refira-se que a partir do momento em que o reboque chegue ao local onde se situa o veículo bloqueado, o valor relativo a essa remoção tem que ser liquidado. Neste caso, é devida a taxa de remoção.

No caso de um automóvel ligeuro ser rebocado:

  • No interior de uma cidade, a multa sobe para os 84 euros
  • Fora da cidade ou a partir de uma localidade, até ao máximo de 10 quilómetros, passa para 101 euros
  • Se o carro ultrapassar os 10 quilómetros ou a viatura for guardada num local com distância superior, cada quilómetro a mais custará 7 euros/km além dos 10 quilómetros

Já nas motos, reboque custará 36 euros nas localidades e 52 euros fora delas. Acima dos 10 quilómetros tem um acréscimo de 6€/km.

No caso dos veículo pesados, a remoção dos veículos custa 165 euros quando ocorre dentro da localidades, e 198 euros fora das localidades. Acima dos 10 quilómetros tem um acréscimo de 8 €/km.

Taxa de depósito

O valor do estacionamento nos locais de depósito dos veículos, é fraccionado por períodos de 24 horas. Os automóveis ligeiros têm de pagar 20 euros/dia e os pesados 36 euros/dia.

Como posso confirmar se o meu veículo foi rebocado?

Ao chegar ao local onde foi estacionado o veículo e este aí não estiver, será possível, confirmar se o veículo foi rebocado por alguma força de segurança.

Em Lisboa, Porto ou Oeiras, o serviço “SMS Reboque” permite saber para que parque foi rebocado um veículo estacionado irregularmente. Envie um SMS gratuito para o número 3838 (Fonte de informação: Ministério da Administração Interna), escrevendo a palavra Reboque seguida de um espaço e da respectiva matrícula do veículo com ou sem traços entre os caracteres (ex: 00-AA-00 ou 00AA00).

Em caso afirmativo é informado qual das entidades procedeu à remoção do veículo e em que parque de estacionamento pode ser levantado. Caso tal não tenha sucedido informa que o veículo não foi removido e sugere o rápido contacto com a Polícia de Segurança Pública.

Novas determinações para o bloqueio de veículos

O novo Código de Estrada, determina a possibilidade de remoção de veículos que estejam estacionados ou imobilizados em locais que, quer por razões de segurança, quer de ordem pública, de socorro ou de emergência, justifiquem a sua remoção.

Também prevê os a remoção dos veículos que estejam estacionados ou imobilizados de forma a serem considerados de perigo evidente ou de grave perturbação para o trânsito, sendo que estas situações já estavam definidas e prevista a sua remoção e nestes casos, incluem-se os veículos que estejam:

– a impedir a passagem de peões ou de velocípedes desde que devidamente sinalizada;
– em cima dos passeios ou em zona reservada exclusivamente ao trânsito de utilizadores vulneráveis.

São três novas situações em que o veículo pode ser bloqueado e removido.

Leave a Comment


%d bloggers like this: