Em caso de acidente, polícia poderá verificar o seu telemóvel

4 meses ago by in Código da Estrada
Utilizacão do telemóvel a conduzir

O Governo pondera regulamentar a possibilidade das Polícias poderem vir a analisar os telemóveis dos condutores e peões envolvidos em acidentes, por forma a verificarem se faziam uso do equipamento durante o sinistro (denominada nos EUA como “Evan’s Law”).

O funcionamento é simples, em caso de acidente, a polícia poderá utilizar um dispositivo que consegue analisar o equipamento móvel, indicando quando foi usado, mostrando se o condutor (ou peão) faziam uso do telemóvel durante o sinistro.

Esta é uma das medidas previstas no Plano Estratégico Nacional de Segurança Rodoviário 2016/2020 – PENSE 2020, que evoca ainda o desenvolvimento de um plano nacional de combate à condução distraída e à condução em condições de fadiga.

O telemóvel e a condução

Sabe-se hoje que usar o telemóvel enquanto se conduz multiplica o risco de acidente por 23, e 31% dos portugueses admitem enviar e ler SMS enquanto conduzem.

O uso de telemóvel por um condutor, traduz-se num aumento do tempo de reação em 35%, o que faz com que leve mais tempo a reagir em caso de necessidade urgente. Comparativamente, o tempo de reação de um jovem que esteja a conduzir e a utilizar o telemóvel, é o mesmo que uma pessoa de 70 anos que esteja a conduzir sem estar ao telemóvel.

Cerca de 75% dos condutores ao telefone, têm tendência para não parar nas passagens de peões. Estes dados são bastante preocupantes, uma vez que, metade das mortes em acidentes rodoviários devem-se a atropelamentos

A Lei Evan, surgiu após um acidente que vitimou de forma mortal um condutor de 19 anos, e o seu pai quis chamar a atenção para os perigos dos condutores conduzirem distraídos com os seus equipamentos electrónicos. Após colocar mãos à obra, criando uma associação sem fins lucrativos, conseguiu ajudar a criar esta proposta para que seja uma futura lei.

Leave a Comment


%d bloggers like this: