Circular nas rotundas pela direita com coimas até 300 euros

3 anos ago by in Fiscalização
Circular nas rotundas, novo código da estrada

O novo código da estrada (Lei n. 72/2013 de 3 de setembro), válido a partir de 1 de janeiro de 2014 estabelece, entre muitas outras coisas que, a utilização da faixa da direita nas rotundas está apenas autorizada aos veículos cuja saída seja a imediatamente a seguir; esta faixa também pode ser utilizada por velocípedes, tractores, veículos de tracção animal e/ou pesados que nela podem circular sem proibição, mas devendo obrigatoriamente estar atentos aos veículos que pretendam sair da rotunda facultando-lhes neste caso a sua saída (sujeitos aos mesmos valores de coima se não o fizerem).

Atenção: Numa rotundas em que um acesso tem várias vias de aproximação, ao usar a via mais à direita, significa que pretende sair na primeira saída, salvo sinalização do local que defina outras regras. Muita gente anda a usar – erradamente, a via da direita para sair na segunda saída!

Artigo 14-A da Lei n. 72/2013 de 3 de setembro

Nas rotundas, o condutor deve entrar na rotunda após ceder a passagem aos veículos que nela circulam, qualquer que seja a via por onde o façam, adotando o seguinte comportamento:

1. Se pretender sair da rotunda na primeira via de saída, deve ocupar a via da direita. (numa rotunda com várias vias d entrada, se ocupar a via de aproximação mais à direita significa que pretende sair da primeira saida, salvo se existir sinalização que regule o trânsito de outra forma)

2. Se pretender sair da rotunda por qualquer das outras vias de saída, só deve ocupar a via de trânsito mais à direita após passar a via de saída imediatamente anterior àquela por onde pretende sair, aproximando-se progressivamente desta e mudando de via depois de tomadas as devidas precauções.

3. Sem prejuízo do disposto nos números anteriores, os condutores devem utilizar a via de trânsito mais conveniente ao seu destino. Quem infringir estes pontos é sancionado com coima de € 60 a € 300.

5. Os condutores de veículos de tração animal ou de animais, de velocípedes e de automóveis pesados, podem ocupar a via de trânsito mais à direita, sem prejuízo do dever de facultar a saída aos condutores que pretendam ocupar a via da direita para sair na próxima saída. Quem não ceder passagem é sancionado com coima de € 60 a € 300.

Recorde-se ainda que todas as manobras que impliquem deslocação lateral do veículo, nomeadamente para a mudança de via de trânsito dentro ou saída da rotunda devem obrigatoriamente ser sinalizadas. Quem infringir é sancionado com coima de € 60 a € 300.

Mas fica o alerta, em caso de acidente em rotundas, a posição das seguradoras era – antes da entrada em vigor desta lei, decidir em favor de quem se encontrava pela direita e em detrimento de quem estava a mudar de via de trânsito, por isso em continue a ter especial atenção quando vai tomar a via da direita antes de sair da rotunda e em caso de acidentes, tão (ou mais) importante como a descrição da posição final dos veículos pelos agentes da autoridade, é a existência de testemunhas…

Consulte aqui a redação do novo código da estrada

rotundas, circulacao rotundas codigo estrada, rotundas 2016, rotunda da multa, nova lei de como entrar numa rotundas, lei das rotundas, como fazer rotundas, como circular nas rotundas imtt, código da estrada rotundas 2016, código da estrada - circulação em rotundas,

6 Responses to “Circular nas rotundas pela direita com coimas até 300 euros”


Paulo Ferraz
Agosto 16, 2016 Responder

Esta nova regra é muito fixe para quem já não circulava nas rotundas, agora fazem-se a direito.
Os ótarios que a fizeram. esqueceram-se de escrever que numa rotunda que tem duas entradas, deve se apresentar na faixa da direita para sair nas duas primeiras saidas.
Não está escrito que sou obrigado a circular nas faixas interiores, mas sim que “devo” mas no final aparece que sou autuado, como ficamos??
Em vez de andarem a inventar, vão ao reino unido e observem como as rotundas estão sinalizadas verticalmente e horizontal e adoptem o sistema.
É o que faz falta, é sinalização em condições. Talvez um dia apareça um iluminado que realmente reconheça esta enorme falha nas estradas portuguesas

Sérgio
Março 6, 2016 Responder

Esta regra não tem cabimento nenhum e constitui um perigo para a nossa segurança. É uma regra qe nos deixa na incerteza.
É necessário um ajustamento urgente. Há que enviar uma carta para as entidades responsáveis e entregar um baixo assinado. Para acabar com o que realmente é Ridiculo (qualquer ser racional consegue ver isso).

Nuno
Julho 31, 2015 Responder

Boas; se realmente for a circular pela direita para sair e me enganar posso continuar a marcha? devo parar e deixar passar os carros da minha esquerda? quero sair na próxima saída quem sai primeiro, os que circulam pela direita ou os que vem da esquerda??? isso não é explicado na publicação do código…..

Cátia
Julho 31, 2015 Responder

Gostei imenso do artigo, acontece que me bateram no carro e tive que ir à minha seguradora que resolveu o meu problema mas que ainda me informou que tinha tido uma senhora que lhe tinham batido numa rotunda e ela ia seguir em frente pela faixa de dentro e bateram lhe e foi lhe atribuída a culpa, pois pelo que lhe disseram estas novas regras não alteraram o código da estrada, apenas foram publicitadas para melhorar a circulação nas estradas.

Fiquei confusa, então é que é que ficamos? Quero ir em frente faço a rotunda por dentro e se me batem tenho culpa. Ou faço a rotunda por fora e se bato o outro é que tem culpa?

edu da Silva
Agosto 3, 2015 Responder

Pois exactamente Catia, os transportes públicos, taxis e pesados tem isenção desta regra, e quem se lixa como de costume é o povinho. E esta estória de chico espertos que querem sair duma saída e entrar logo na seguinte, e arrancam mesmo nós tendo o pisca para sair na saída deles…tentar legislar bons comportamentos em um país de “ciganos” é coisa que não funciona lá muito bem.

Licínio
Setembro 7, 2015 Responder

“Fiquei confusa, então é que é que ficamos? Quero ir em frente faço a rotunda por dentro e se me batem tenho culpa. Ou faço a rotunda por fora e se bato o outro é que tem culpa?”

Por dentro ou por fora não é conditio sine qua non para isentar ou culpar em caso de bater. Há que atender ao preceituado no CE, nomeadamente no seu art.14-A.

Numa rotunda com várias entradas e saídas:
1. Se quiser sair na 1ª saída, deve entrar pela entrada da direita e sair na saída pela via que mais lhe convier;
2. Se quiser sair noutra saída que não a 1ª, deve entrar pela entrada da esquerda para uma via interior da rotunda e mudar para a via da direita imediatamente após a última saída antes daquela que pretende sair, depois de tomadas as devidas precauções e sair tal como explicado no ponto 1.

Em todo o caso, o fundamental é conhecer o CE, depois conduzir de forma preventiva e finalmente não perder as “estribeiras” caso o acidente aconteça.

Espero ter ajudado.

Leave a Comment


%d bloggers like this: