Radar ilegal numa curva em Viseu, permite impugnação de contra-ordenação

5 anos ago by in Tribunais
Radar Circunvalação Viseu - www.multas.pt

Um radar frequentemente colocado na circunvalação de Viseu, mas de forma ilegal, permitiu que um mesmo condutor tenha impugnado três autos de contra-ordenação, de acordo com uma notícia do Diário de Viseu de 10/01/2013.

Os cinemómetros devem ser instalados e orientados em conformidade com o Manual de Utilização, não o sendo as suas medições podem ser consideradas inválidas

Conforme podemos ler num documento sobre CONTROLO METROLÓGICO DOS CINEMÓMETROS, “as medições com cinemómetros por efeito de Doppler são proibidas em curva”, destacando ainda que, o “chassis ou o carro em que está instalada a antena do cinemómetro deve ser paralelo ao eixo da estrada controlada, para garantir o cumprimento do ângulo entre a direcção de emissão principal da radiação da antena e a direcção do trânsito”.

O mesmo documento alerta que “não é permitido a colocação de obstáculo a uma distância inferior a 4 m da antena”, nem que a “distância entre o piso e a antena deve ser superior a 40 cm”.

Sobre a noção de curva para este efeito, e que depende do equipamento utilizado para controlo da velocidade, os autores do documento basearam-se no Multanova 6F – um dos mais usados em Portugal, e para esse equipamento, um “troço de estrada é considerado uma curva quando a sua curvatura tiver um raio, R, inferior a 260 m. Isso verifica-se quando um segmento de recta, A, perpendicular ao centro duma corda, S, com 25 m de comprimento, tem 30 cm de comprimento.

Excerto do manual do Multanova 6F, onde se pode perceber ainda que, em função do afastamento lateral do equipamento à via que está a controlar, o comprimento de troco recto necessária para uma medição válida pode chegar aos 60 metros.

Excerto do manual do Multanova 6F, onde se pode perceber ainda que, em função do afastamento lateral do equipamento à via que está a controlar, o comprimento de troco recto necessária para uma medição válida pode chegar aos 60 metros.

11 Responses to “Radar ilegal numa curva em Viseu, permite impugnação de contra-ordenação”


Lisandro
Janeiro 24, 2014 Responder

O senhor (a) que escreveu a carta diz que lhe deram razão, gostava de ver publicada essa resposta, o que acontece é que a Autoridade competente não consegue dar resposta às milhares de cartas que lhe chegam acabando assim por prescrever. Existe um erro, a faixa de rodagem é que tem duas vias em cada sentido e não a via ter duas faixas em cada sentido.

P. Lopes
Setembro 20, 2013 Responder

“Uma zona de curva”. Onde é que posso consultar os critérios legais para se assumir uma zona como “zona de curva”? Ou seja, gostava de saber se “zona de curva” se refere apenas à própia curva ou se, por exemplo, até 10 metros depois da curva ainda se considere como tal.

Desde já obrigado a alguém que me possa dar uma ajudinha.

Helder Costa
Janeiro 8, 2014 Responder

A noção de zona em curva tem que ver (julgo eu), pelo definido nos manuais de cada equipamento de controlo de velocidade.
Veja por exemplo, o ponto 7 do manual do radar Multanova 6F. Para este equipamento, um troço é considerado em curva quando o raio que define a curva é inferior a 260 m, é ainda definido o troço mínimo da reta necessária para determinados casos de colocação do radar.

Helder Costa
Janeiro 8, 2014 Responder

A noção de zona em curva tem que ver (salvo erro), pelo definido nos manuais de cada equipamento de controlo de velocidade.
Veja por exemplo, o ponto 7 do manual do radar Multanova 6F. Para este equipamento, um troço é considerado em curva quando o raio que define a curva é inferior a 260 m, é ainda definido o troço mínimo da reta necessária para determinados casos de colocação do radar.

Ricardo Cardoso
Maio 15, 2013 Responder

boas será possível ter acesso a algum tipo de legislação acerca do respectivo radar??? ou até ainda a minuta da reclamação apresentada. visto que a mesma funciona e que por desconhecimento outros como eu pagam o que não é devido pagar.

desde já o meu muito obrigado.

Paulis
Maio 15, 2013 Responder

Também costumam colocar a viatura com radar no troço entre a Paulo VI (rotundo do quartel) e a rotunda de marzovelos.

nasl
Maio 14, 2013 Responder

A rotunda de nelas é em Viseu e não na vila de Nelas!!!!

aiaai
Maio 14, 2013 Responder

Então isto é em VISEU e não em NElas… Só isso…

Só isso
Maio 14, 2013 Responder

Não pondo em causa o texto apresentado, nem as razões (segundo o mesmo) válidas que são apresentadas, desconfio deste texto pelo motivo de se dirigir à PSP. Pois a vila de Nelas é uma área da competência da GNR, por isso ele só tinha de se dirigir ao Destacamento de Trânsito da GNR.

Só isso

pit
Setembro 8, 2013 Responder

A rotunda de Nelas situa-se dentro da cidade.

Logo é competencia da PSP

cidadaopreocupado
Janeiro 11, 2013 Responder

lol…estão a roubar?mas sabem fazer outra coisa? são não sabem é ESTACIONAR, ou reconhecer os espaços de estacionamento. Enfim, é uma tristeza.

Leave a Comment


%d bloggers like this: