Saiba tudo sobre a carta de condução por pontos em Portugal

1 ano ago by in Código da Estrada
Como funciona a carta de condução por pontos

Um pouco à boleia do resto da Europa, o sistema de carta por pontos entrou em vigor com um objetivo: que os condutores tenham uma maior perceção das consequências das infrações de trânsito.

Atualmente, à medida que se cometem contraordenações, os condutores vão perdendo pontos, se ficar com zero pontos, será impedido de conduzir.

A cada infração corresponde um determinado número de pontos “perdidos”. Três ou mais anos sem infrações registadas pemite “ganhar” Pontos

Novo sistema torna mais fácil a perda da carta, porque inclui para efeitos de cassação do título de condução não só as infracções graves e muito graves, como também os crimes rodoviários.

Até aqui o processo administrativo, decidido pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), e o processo-crime, nas mãos dos tribunais, eram autónomos e só as contra-ordenações graves e muito graves é que contavam para efeitos de cassação da carta. Para tal era necessário que condutores cometessem três infracções muito graves ou cinco entre graves e muito graves no espaço de cinco anos.

A partir de agora, além das contra-ordenações graves (que implicam perda de dois ou três pontos) e das muito graves (que implicam a perda de quatro ou cinco pontos) também vão contar os crimes rodoviários, que vão descontar metade dos pontos atribuídos inicialmente a cada condutor. Ou seja, independentemente da sanção atribuída pelos tribunais, o condutor que for condenado por um crime rodoviário vai perder seis pontos na carta. No rol destes ilícitos criminais está incluída a condenação de uma pessoa apanhada a conduzir com uma taxa de alcoolemia igual ou superior a 1,2g/l no sangue, condução sem carta, homicídio negligente em acidente rodoviário, omissão de auxílio e condução perigosa, entre outros.

Todos os automobilistas iniciam a Carta por Pontos com 12 pontos, independentemente das infrações anteriores. Descubra de seguida algumas das ações mais comuns que o podem levar a perder pontos da sua carta de condução

  • Álcool mais que 0,5 g/l e menos que 0,8 g/l: -3
  • Álcool mais que 0,8 g/l: -5
  • Álcool mais que 0,2 g/l e menos que 0,5 g/l (em regime probatório, condutor de veículo de urgência, de transporte de crianças , de táxi, de automóvel pesado ou de transporte de mercadorias perigosas): -3
  • Álcool mais que 0,5 g/l (em regime probatório, condutor de veículo de urgência, de transporte de crianças , de táxi, de automóvel pesado ou de transporte de mercadorias perigosas): -5
  • Condução com drogas: -5
  • Crime rodoviário que seja punido também com proibição de conduzir (por exemplo, conduzir com mais de 1,20 g/L): -6
  • Circular em sentido oposto ao previsto, dentro e fora de localidades: -2
  • Circular em sentido oposto ao previsto, em autoestradas e vias equiparadas: -4
  • Não dar passagem aos peões nas passadeiras: -2
  • Parar ou estacionar nas passadeiras: -2
  • Parar ou estacionar nas autoestradas ou vias rápidas, na berma da estrada: -2
  • Parar ou estacionar nas autoestradas ou vias rápidas, na faixa de rodagem: -4
  • Parar ou estacionar nas faixas de rodagem, fora das localidades, a menos de 50 m de cruzamentos e entroncamentos, curvas ou lombas de visibilidade reduzida: -4
  • Não ceder a passagem quando é devido: -2
  • Não dar prioridade a veículos com escoltas policiais: -2
  • Não guardar uma distância de 1,50 m para os ciclistas quando os ultrapassa: -2
  • Utilizar os máximos de modo a provocar encandeamento: -4
  • Entrar ou sair das autoestradas ou vias rápidas por locais diferentes dos acessos previstos: -4
  • Em autoestradas ou vias rápidas, utilizar as aberturas nos separadores ou as bermas: -4
  • Entrar ou sair de autoestrada por um acesso não previsto: -4
  • Usar auscultadores ou telefone dirante a condução: -2
  • Circular sem seguro: -2
  • Condução sem carta ou com carta de categoria errada: -4
  • Fazer marcha atrás numa lomba: -2
  • Fazer marcha atrás em curvas, rotundas, cruzamentos ou entroncamentos de visibilidade reduzida: -2
  • Fazer marcha atrás nas pontes, passagens de nível e túneis: -2
  • Transportar crianças sem cinto ou sem cadeirinha: -2
  • Abandonar o local de um acidente do qual resultem mortos ou feridos: -4
  • Não utilização de luzes quando necessário, bem como o trânsito de motociclos e de ciclomotores sem utilização das luzes de cruzamento: -2
  • Não utilização de luzes quando necessário, bem como o trânsito de motociclos e de ciclomotores sem utilização das luzes de cruzamento, em autoestradas ou vias rápidas: -4
  • A não utilização do triângulo e dos quatro piscas, dentro e fora de localidades: -2
  • A não utilização do triângulo e dos quatro piscas, nas autoestradas ou vias rápidas: -4
  • Não fazer pisca quando se arranca: -2
  • Não fazer pisca quando se vai parar: -2
  • O estacionamento, de noite, nas faixas de rodagem, fora das localidades: -4
  • Não respeitar o sinal de stop nos cruzamentos, entroncamentos e rotundas: -4
  • Passar o traço contínuo: -4
  • Não parar no sinal vermelho: -4
  • Não obedecer à ordem de paragem das autoridades: -4
  • Não utilizar luzes de nevoeiro quando necessário: -2
  • Não utilizar luzes de nevoeiro quando necessário, em autoestradas ou vias rápidas: -4
  • Ultrapassar pela direita: -2
  • Não fazer pisca ao ultrapassar: -2
  • Não fazer pisca ao ultrapassar, nas autoestradas ou vias equiparadas: -4
  • Ultrapassar numa lomba: -2
  • Ultrapassar antes e nas passagens de nível: -2
  • Ultrapassar antes e nos cruzamentos e entroncamentos: -2
  • Ultrapassar antes ou em cima da passadeira para peões e velocípedes: -2
  • Ultrapassar nas curvas de visibilidade reduzida: -2
  • Ultrapassar quando a largura da faixa não o permite: -2
  • Ultrapassar um veículo esteja a ultrapassar outro: -2
  • Excesso de velocidade, Dentro de localidades: Mais de 20 km/h até 40 km/h: -2
  • Excesso de velocidade, Dentro de localidades: Mais de 20 km/h até 40 km/h e nas zonas de coexistência com limite de 20 km/h: -3
  • Excesso de velocidade, Dentro de localidades: Mais de 40 km/h: -4
  • Excesso de velocidade, Dentro de localidades: Mais de 40 km/h e nas zonas de coexistência com limite de 20 km/h: -5
  • Excesso de velocidade, Fora de localidades: Mais de 30 km/h até 60 km/h: -2
  • Excesso de velocidade, Fora das localidades: Mais de 60 km/h: -4

O novo sistema já existe em em países como Espanha, França, Itália, Reino Unido, Alemanha, Malta, Polónia, Áustria e Dinamarca, com a igual atribuição inicial de 12 pontos aos condutores.

Quantos pontos perde por cada contra-ordenação?

Contra-ordenação grave: 2 pontos
Contra-ordenação muito grave: 4 pontos
Contra-ordenações simultâneas: perde um máximo de 6 pontos

A condução sob influência do álcool ou substâncias psicotrópicas é mais penalizada:
Contra-ordenação grave: 3 pontos
Contra-ordenação muito grave: 5 pontos
Sempre que cometer contra-ordenações graves sob influência de álcool ou substâncias psicotrópicas, deixa de haver limite para a subtração de pontos.

Tenho que mudar de carta de condução?

Não, a sua carta de condução mantém-se a mesma. A entrada em vigor do novo regime da carta por pontos não implica uma atualização da sua carta.

Neste momento tenho contra-ordenações? Com quantos pontos ficarei?

Quando o sistema de carta por pontos entrar em vigor, terá 12 pontos, tal como todos os condutores independentemente do seu cadastro, pois, para o novo regime, só contam as infrações cometidas a partir de 1 de junho de 2016.

Mas atenção: isso não significa que as contra-ordenações que cometeu sejam anuladas. Durante algum tempo, irão coexistir os dois regimes, mas para o atual apenas vão contar as infrações cometidas até 31 de maio de 2016. Todos os processos em curso anteriores a 1 de junho vão ser punidos pela lei que está atualmente em vigor.

Vejamos um exemplo: um condutor tem duas contra-ordenações muito graves no cadastro e comete uma terceira. Se essa infração ocorrer até final de maio de 2016, esta pessoa ficará sem carta, mesmo que o processo seja decidido já na vigência do novo sistema. Se essa terceira infração muito grave for cometida a 1 de junho de 2016, as duas anteriores não vão ser consideradas no novo regime. Ou seja, dos 12 pontos que lhe são atribuídos automaticamente, perderá os correspondentes apenas à infração que cometeu no novo sistema de pontos.

Em que situações terei de frequentar ações de formação? Ganho pontos com isso?

Quem ficar com apenas 4 pontos no cadastro, terá de frequentar ações de formação e suportar os custos. Estas ações são também obrigatórias para quem chegue aos dois pontos ou perca a totalidade dos seus pontos.

Note bem que o cumprimento destas obrigações não lhe confere quaisquer pontos.

Em que casos posso ficar sem carta de condução?

Se ficar com zero pontos, será impedido de conduzir durante 2 anos. Findo esse período, terá de realizar novo exame de condução e de frequentar ações de formação.

O que acontece quando perco pontos?

Só lhe restam quatro pontos: o condutor será obrigado a frequentar ações de formação de segurança rodoviária.

Quando um condutor tiver apenas 5 ou menos pontos, tem de frequentar uma ação de formação de segurança rodoviária a suportar pelo próprio condutor. A falta não justificada à ação de formação de segurança rodoviária tem como efeito a cassação do título de condução do condutor.

Só lhe restam 2 pontos: terá de repetir a prova teórica do exame de condução. Ao cumprir essas obrigações não ganha pontos, mas evitar ficar imediatamente sem carta.

Quando tiver apenas 3 ou menos pontos o condutor tem de efetuar uma prova teórica do exame de condução. A falta não justificada à prova teórica do exame de condução, bem como a sua reprovação tem como efeito necessário a cassação do título de condução do condutor.

Zero pontos: fica sem carta e impedido de guiar durante dois anos. Só o poderá fazer a seguir, depois de realizar novo exame de condução e de frequentar também ações de formação.

Posso recuperar pontos?

Sim. Os condutores não profissionais que não cometam qualquer tipo de contra-ordenação durante três anos seguidos ganham três pontos. Existe, no entanto, um limite máximo de pontos que pode recuperar: 15 pontos.

Já os condutores profissionais recuperam pontos logo ao fim de dois anos.

Como posso estar sempre informado sobre o meu cadastro?

No âmbito das medidas de segurança rodoviária que estão a ser implementadas, e no qual se vai inserir a carta por pontos, já está online o Portal das Contraordenações Rodoviárias, onde o condutor, mediante registo, poderá ter acesso ao seu cadastro.

Vantagens e desvantagens

Carlos Barbosa, presidente do Automóvel Clube de Portugal, é um entusiasta. “A carta por pontos tem uma vantagem em relação ao anterior regime, que era arbitrário porque estava dependente da decisão dos juízes. E um juiz de Alenquer podia decidir que por causa daquela infração muito grave o condutor ficava um mês sem conduzir e em Lisboa um outro juiz decidir que era dois meses num caso similar. Agora, independentemente do que os juizes acham ou não, são retirados os pontos”.

O único receio que Carlos Barbosa tem é de chegar a Portugal “o negócio das empresas clandestinas que vendem pontos a condutores necessitados, que em Espanha teve de ser combatido”

carta por pontos, quantos pontos se perde por passar no sinal laranja, Quantos ponto tem a carta, pontos na carteira excesso de velocidade, Pontos da carta, pontos carta portuguesa, pontos carta passar sinal vermelho, perda total de pontos da carta de conduçao, multas da EMEL contam para pontos, Multas da carta de conducao,

9 Responses to “Saiba tudo sobre a carta de condução por pontos em Portugal”


Tiago Sousa
Junho 16, 2017 Responder

Se uma pessoa tem uma carta condução há muitos anos. Porquê que tão 12 pontos a carta condução por isso porquê não fica com 15 ou 20 pontos?!!!..

Aalexandre Sa Gomes
Maio 29, 2017 Responder

Olá, bom dia meus senhores, tenho andado perdido no vosso/nosso site, a procura de como consultar os pontos e não achei.
Agradecia que me explicassem o mecanismo.
Cumprimentos
Alexandre Sá Gomes

peixoto
Outubro 20, 2016 Responder

apanhei um flach em frança com carro françés e carta portuguesa, gostava de saber se me tiram pontos alem da multa ?

isabel santos
Setembro 29, 2016 Responder

Se emprestar o meu carro a algum conhecido e ele exceder a velocidade e for apanhado pelos radares , é a minha carta ( visto ser eu o dono do carro ) que fica sem os pontos ? Como se vai resolver isso ?

Jose
Junho 5, 2016 Responder

Eu que tenho a carta portuguesa. Mas tou em França como se passa com os pontos

Maria Cruz
Junho 2, 2016 Responder

Se emprestar o meu carro a algum conhecido e ele exceder a velocidade e for apanhado pelos radares , é a minha carta ( visto ser eu o dono do carro ) que fica sem os pontos ? Como se vai resolver isso ?

Vitor
Abril 24, 2016 Responder

Tambem vale para os que estao no estrangeiro ?

Jorge
Outubro 14, 2015 Responder

2015????
Duvido!!!

Para os que estiverem a tirar a carta de condução, dispomos de todas as perguntas e imagens oficias do IMT e um instrutor para esclarecer todas as tuas dúvidas! http://www.testesdecodigogratis.com

Leave a Comment


%d bloggers like this: