Transporte de cães e gatos soltos no carro, vale multa até 600 euros

3 meses ago by in Código da Estrada, Fiscalização
Transporte de animais no carro

Conduzir com o seu cão ou gato à solta no carro, para além de ser perigoso para ambos, constitui uma infração ao art. 56.o do Código da Estrada punível com uma multa que pode ir dos 60 a 600 Euros.

Para circular com o seu cão dentro da lei deverá ainda ter:
-Boletim de vacinas
-Registo do animal

Embora a lei apenas refira que o animal não deve prejudicar a condução, cabe ao agente de autoridade avaliar se o condutor está a transportar o seu patudo da forma mais conveniente sem afetar a visibilidade ou prejudicar a condução.

Antes da viagem

Os veterinários podem aconselhar os donos a acostumar os animais de estimação ao carro nas semanas anteriores à viagem. Outro dos aspetos a ter em conta é a alimentação: recomenda-se uma quantidade menor do que o habitual de ração antes da viagem, para que não tenha que lidar com enjoos ou surpresas desagradáveis.

Para que a viagem corra bem, tem três formas muito populares de fazer o transporte de cães em automóveis:

A CAIXA TRANSPORTADORA

A caixa transportadora é a mais óbvia. Não é muito simpática, mas desde que adequada aos animais de pequeno porte, impedindo que estes prejudiquem a condução seja de que maneira for, enquanto oferece mais uma camada de proteção em caso de acidente.

CINTO DE SEGURANÇA PARA CÃES

Leu bem, para o transporte de cães em automóveis, existe um cinto de segurança próprio para os nossos melhores amigos. Este cinto liga o peitoral à coleira do cão, impedidndo que este sofra no caso de acidente, tal como com os humanos.

GRELHA DIVISÓRIA

Em vários carros é possível manter os cães na parte de trás através do uso de uma grelha divisória. Isto dá aos animais um pouco mais de espaço para se mexerem, mas oferece menos proteção do que as outras duas alternativas. A grelha tem de ser bem testada, pois com cães grandes pode não ter grande efeito.

O CASO DOS GATOS

No caso dos gatos, que não gostam de sair da rotina e que se assustam facilmente com ruídos, uma manta fina sobre a caixa de transporte, que permita a entrada e circulação de ar, pode diminuir substancialmente o stress de viagem.

OUTROS ANIMAIS

Com o aumento da tendência para ter animais de estimação exóticos, cabe aos médicos veterinários informar os clientes sobre quais os cuidados a ter durante as férias. Pássaros e hamsters devem ser transportados nas suas gaiolas com comida e água.

Leave a Comment


%d bloggers like this: